| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Matéria Prima
Desde: 06/02/2003      Publicadas: 1989      Atualização: 25/08/2008

Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP


 Artigos & cia
  08/09/2006
  2 comentário(s)


Uma noite de Broadway em Paranavaí
O que poderia ser apenas mais uma noite de trabalho transformou-se em uma noite de sonhos...musicados
Reinaldo Silva*
A grama verde e coberta de flores cerca uma grande árvore cheia de maçãs. Numa estradinha de terra que divide o gramado, caminha, sorridente, um dos personagens mais famosos de todos os tempos, Mickey Mouse. Uma cesta embaixo do braço e ele segue em direção à árvore, para o delicioso piquenique que programou com a namorada Minie Mouse. A trilha sonora, nessa cena, é marcante. Tão marcante que relembrar esse e outros filmes de animação produzidos em Hollywood é quase inevitável durante a apresentação do quarteto de flautas transversais, formado por acadêmicos da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Na semana passada, os alunos do curso de graduação em Música da UEM estiveram em Paranavaí para uma apresentação de tirar o fôlego. Aliás, fôlego foi o que não faltou para todos eles. Além das flautas transversais, eles cantaram com brilhantismo e de repente parecia que estávamos todos na Broadway, num daqueles números famosos que se tornam sucessos de bilheteria. Faltou a dança, mas o espetáculo das vozes dispensou qualquer tipo de apresentação dos teatros estadunidenses. A apresentação, um recital promocional, foi realizada no Teatro Municipal Doutor Altino Afonso Costa.

Uma seleção de composições clássicas e Música Popular Brasileira, o repertório conta com nomes importantes da história musical do Brasil e do mundo. Villa Lobos, Dorival Caymmi, Mozart, Ron Simpson e muitos outros. A união dos instrumentos certos, tocados pelas pessoas certas, na hora e no local certos. O resultado não poderia ser outro: deu tudo certo. Piano, violino, violão, pandeiro, as flautas, as vozes. Um ambiente mágico. E mais lembranças. Lembranças dos filmes da década de 1960, em que os personagens iam para um cabaré novaiorquino se divertir depois de resolverem a crise da empresa.

Lembranças dos suspenses que nos fazem prender a respiração, filmes com personagens macabros cuja trilha sonora, em determinadas cenas, torna-se mais importante do que qualquer outro elemento. E os dramas? Depois de perder o grande amor de sua vida, ela senta-se no sofá e chora. As mãos sobre o rosto, a maquiagem borrada e os cabelos despenteados marcam a veracidade daquele sofrimento. A trilha sonora reforça a dor da personagem. E tudo isso em apenas uma hora e meia.

Foram emoções incontáveis. Incontroláveis. Não dá para não pensar, imaginar, emocionar-se. Não dá para não lembrar. Enquanto os acadêmicos se apresentavam, revivi momentos marcantes, pensei, imaginei, emocionei-me. O que poderia ser apenas mais uma noite de trabalho transformou-se em uma noite de sonhos. Sonhos musicados, é claro. E muito bem musicados. O (bom) sentimentalismo de Hollywood parecia ter tomado conta do teatro e o mais legal disso tudo é que as pessoas que tornaram isso possível estão todas aqui, bem pertinho da gente. Se valeu a pena? Posso dizer que tive uma noite de Broadway em Paranavaí.


Este espaço contempla a contribuição de alunos, docentes ou profissionais de quaisquer áreas que queiram transmitir idéias e gerar reflexões acerca de assuntos de interesse coletivo. Os comentários que não tiverem o nome completo do autor e email para contato não serão publicados.


  Mais notícias da seção ° no caderno Artigos & cia
08/12/2007 - ° - O ano em que nos tornamos jornalistas
Ano cheio de descobertas, alegrias, tristezas, momentos bons e ruins, que guardaremos sempre em nossas lembranças ...
08/12/2007 - ° - MP prova que bom desempenho depende de compromisso
Para quem acredita que ser jornalista é fácil, o Matéria Prima mostra que jornalismo está ligado a esforço e dedicação ...
08/12/2007 - ° - Esse tal de jornalismo não serve pra mim
Um texto de 30 linhas, um desespero de duas semanas...; não sei dizer o que houve de errado, só espero que tenha sido momentâneo ...
27/10/2007 - ° - Tropa de Elite
01/09/2007 - ° - SATISFIRE - "Tocar com Andréas Kisser foi uma injeção de ânimo"
A banda Satisfire fala sobre as influências de seu novo disco e mostra que nem só de metal vivem os metaleiros....
26/05/2007 - ° - Sem voz, cronista caminha para a glória
Aos 74 anos, escritor sente as pernas tremerem ao escutar seu nome e a voz lhe foge novamente, assim como na infância ...
21/04/2007 - ° - Exageros da síndrome "the greatest hits"
A estratégia das gravadoras é lucrar; para tanto, vale vender as mesmas canções diversas vezes em nome do dinheiro...
14/04/2007 - ° - DeVotchka e a sorte do bilhete premiado
O cinema é o passaporte do sucesso para algumas bandas; ser imigrante na fonografia costuma ser eficiente...
07/04/2007 - ° - As bizarrices da criação literária de Almodóvar
Despudorada e viciada em música dance, a personagem Patty Diphusa exemplifica a juventude espanhola na década de 1980...
31/03/2007 - ° - Maria Antonieta e o (indevido) espírito roqueiro
Na cinebiografia da última rainha francesa, Sofia Copolla abre mão do bom senso estilístico e exagera na dose musical...
07/10/2006 - ° - Uma verdadeira viagem de outro mundo
Vi aqueles "monstros" tomando as cidades, destruindo as casas, as escolas, tudo. Só de lembrar dá um frio na espinha ...
01/07/2006 - ° - A Copa do Mundo é delas, das mulheres
No futebol, o público feminino também está batendo um bolão, e não é dentro do gramado, mas em frente à televisão...
29/04/2006 - ° - Conselho de pai
10/12/2005 - ° - A grande contradição do Natal
Temos sempre uma mensagem que contradiz nossos atos, e assim jamais nos responsabilizamos pelo que não fomos capazes de cumprir ...
10/12/2005 - ° - STEPHAN DOITSCHINOFF - "Gosto de viajar para poder pintar, para ter mais inspiração"
Artista plástico paulista que já vendeu telas para o astro Jimmy Page prepara, agora, a arte do novo CD da banda Sepultura...
03/12/2005 - ° - A crise da mentalidade
Banalizamos magníficos meios que, sem seu uso coletivo, se prestam a atender mediocridades da individualidade perversa...
19/11/2005 - ° - O ilusório poder de compra do fim de ano
A falsa idéia da harmonia entre emprego e consumo só poderia mesmo ser sustentada em um sonho natalino...
29/10/2005 - ° - Religião e Cidadania
Com tanto "mico" que nós, brasileiros, já pagamos, como se não bastasse, deixaram mais um "abacaxi" para um povo humilde...
16/09/2005 - ° - Uma história de tirar o fôlego... de tanto rir
O livro "A esdrúxula epopéia de Pelipe e D. Leopolda" é um bom remédio para curar o mau-humor: as risadas são garantidas...
11/06/2005 - ° - Lembranças geniais duma mente fantástica
Existem as regras, as linhas retas, os ângulos retos, projéteis e projetos: para vocês existem restos, os restos, os restos: excrementos...



Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP
Busca em

  
1989 Notícias