| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Matéria Prima
Desde: 06/02/2003      Publicadas: 1989      Atualização: 25/08/2008

Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP


 Crítica

  07/07/2007
  0 comentário(s)


As supostas máscaras da mídia brasileira

Ambigüidades e jogos argumentativos que visam a influenciar opiniões; no fim, tudo figura como estratégia política

André Dias de Andrade
O site "Mídia sem Máscara" (www.midiasemmascara.org) se propõe a divulgar informações e opiniões sobre variados temas de interesse social, em desacordo com a mídia de esquerda brasileira. Para isso, acusa a imprensa esquerdista de engendrar um esquema de manipulação que de um lado oculta informações inconvenientes e de outro trabalha na manutenção de sua hegemonia.

Uma questão fundamental que merece ser elucidada antes de tudo é de que a defesa unilateral e ingênua de direita ou esquerda como este ou aquele lado, é incompleta. Primeiro pela falta de exatidão com que se delimita os horizontes de cada uma das duas (vide um governo auto-intitulado essencialmente de esquerda que se acomoda de acordo com a tendência política pertinente) com a atual derrocada das ideologias ortodoxas. Depois, pela noção de que a hegemonia mencionada não se constrói verticalmente e sim adquire maior complexidade com ambos os vértices políticos, usando e abusando de táticas para o controle.

Conseqüentemente nem esquerda ou direita se vêem livres das estratégias e artifícios políticos; questão essa imprescindível de ser ressaltada.
O que ocorre com o site "Mídia sem Máscara", é que mesmo representando severa crítica ao jornalismo classificado como de esquerda, pode ser analisado e também criticado " tendo em vista que a função de toda teoria crítica é ir de encontro ao objeto criticado independentemente da validade deste.

No projeto editorial do site ("quem somos"), pode-se encontrar alguns jogos argumentativos tradicionais que consistem em calcular resultados genéricos a partir de casos mais isolados do que universais. Tentando desmascarar a manipulação sistemática da esquerda, o texto estende suas críticas à totalidade da população, quando se refere realmente ao conjunto acadêmico brasileiro, formado (e aí se pode haver acordo) por uma grande parcela de esquerdistas apaixonados, idólatras dos nomes e títulos da história. A adjetivação revolucionária é amplamente usada na maioria dos textos do site. O que desaparece com isso é a noção de que muito desse discurso acadêmico se perde quando da formação e prática cotidianas. Portanto, não é efetivo afirmar que algum "monstro da esquerda" consome a população brasileira, usando de argumentos malignos, quando na verdade esses se restringem e continuam dentro do ambiente teórico das universidades. O que falta ao autor é a capacidade de distinguir as necessidades reais de um povo " que o fazem descontente e reacionário ao sistema econômico vigente " de um anseio por alguma revolução gloriosa marxista, apenas por supostamente este último ter lido as entrelinhas dos jornais ditos esquerdistas.

Outras passagens são bem notórias para não dizer esquisitas. "Em muitos outros países há também um controle esquerdista da mídia. Mas em parte alguma ele é completo e abrangente como no Brasil. Em toda parte há jornais, revistas, estações de rádio e TV, teses acadêmicas e sobretudo livros." Nesse ponto, o autor apela para uma necessidade democrática de voz que lhe seria negada pela imprensa ditatorial de esquerda. Falar em democracia no jornalismo parece particularmente interessante.

A função essencial do jornalismo em fornecer ferramentas para a formação de opinião crítica, perde-se quando confrontada pela realidade do oligopólio de mídia em nosso país. Basta comparar a vendagem de revistas, como "Veja" e "Caros Amigos", para dar um exemplo explícito. Por isso, a impossibilidade de uma democracia entre as mídias de direita e esquerda é latente, visto o modelo econômico da grande mídia brasileira. Não adianta o autor querer que a distinção seja democrática, pois não há democracia quando algumas "verdades" de grandes revistas e jornais são lidas por muitos e outras ficam para os poucos conhecedores de fontes alternativas.

O que reina então é a retórica de cada veículo, que conta com o auxílio infalível do capital financeiro. E não é segredo nenhum a situação unilateral e consensual da grande mídia em relação às pautas da agendasetting.

O estranho é como a demagogia é capaz de inverter o foco da situação de modo que o domínio da imprensa adquira traços de um marxismo secreto. Por mais que assistamos hoje à afluência de diversos movimentos sociais que compreendem desde marchas ambientalistas até o movimento pelos direitos dos homossexuais, a importância de cada um impede que sejam taxados como meros instrumentos da "máquina comunista".

As editorias e textos que exaltam uma democracia brasileira e o pluralismo editorial no site "Mídia sem Máscara", ainda que dotados de exímia construção verbal e grande carga teórica, demonstram como a argumentação possui limites sutis que a fazem ruir sobre uma demagogia que ofusca certas verdades e enaltece outras de acordo com a conveniência.

OS COMENTÁRIOS QUE NÃO TIVEREM O NOME COMPLETO DO AUTOR E EMAIL PARA CONTATO NÃO SERÃO PUBLICADOS


  Mais notícias da seção ° no caderno Crítica
11/08/2008 - ° - CQC traz um novo conceito de jornalismo
O programa Custe o Que Custar, apresentado na Band, atrai telespectadores pelo humor inteligente...
30/06/2008 - ° - Com nova linha, Superpop não foca só entretenimento
A atração insere jornalismo na programação em busca de seriedade e audiência, mas não dá pra levar Luciana Gimenez a sério...
23/06/2008 - ° - A mídia aumenta e, às vezes, até inventa
A imprensa erra muito na cobertura de casos de grande impacto, prejudicando Justiça e influenciando a opinião pública...
16/06/2008 - ° - Jornal do Povo, o jornalismo de releases
Reproduzir textos de assessorias de imprensa é costume dos jornais, mas esse vício excede o limite do aceitável...
03/06/2008 - ° - 'Veja' atropela Justiça e sentencia casal
Ao determinar a informação pelo tamanho das letras da capa, revista induz leitor a julgamento prévio no caso Isabella...
19/05/2008 - ° - Verusca escolheu dia errado para morrer
A recepção jornalística que impressos de Maringá deram ao acidente que matou operária foi excessivamente discreta...
19/05/2008 - ° - A hegemonia da coluna social maringaense
Editoria exalta pessoas consideradas, na sociedade, modelos de glamour, sucesso e bem estar, e exclui as demais classes...
05/05/2008 - ° - Telejornal deve priorizar a informação
Por alguns instantes, o Jornal do SBT dá preferência para atração não-jornalística e faz propaganda da emissora no ar...
28/04/2008 - ° - Veja o sensacionalismo com Rosane Collor
Na divulgação da revista Veja ares de escândalos para causar impacto ainda rondam o campo do jornalismo...
21/04/2008 - ° - De "Aqui Agora" para "Aqui jaz Agora"
Programa que reestreou em março no SBT teve vida breve e a resposta para o fracasso pode estar no uso de velhas fórmulas...
14/04/2008 - ° - Maringá Urgente, um obituário eletrônico
Programa de caráter jornalístico apela para imagens sensacionalistas em horários inadequados e veicula situações fortes...
01/12/2007 - ° - O desprazer de ser entrevistado na TV
Com o lema "muito respeitoso", o programa "Prazer em Conhecê-lo" não se importa em tratar os entrevistados com cretinice...
17/11/2007 - ° - A imprensa e seu costume de engendrar
Com grande força de influência nas mãos, a mídia também é usada para manipular informações e distorcer a realidade ...
17/11/2007 - ° - Notícias culturais se resumem a notas
Muitas vezes, as notícias culturais mais se assemelham a algo como um panfleto, que mostra somente a hora, data e local do evento...
03/11/2007 - ° - A "inovação" que não está dando certo
Ao tentar ser diferente, interagindo com o telespectador, telejornal "SBT Manchetes" apresenta baixo índice no Ibope...
27/10/2007 - ° - Site "noticioso" aposta na onda da cópia
"Diário Notícias" tem como slogan "Seu jornal na web", mas direito autoral dos que produzem informação não é respeitado...
27/10/2007 - ° - Revista dá sinais de perda no jornalismo
"Objetiva, abrangente e dinâmica", "Revista da Semana" não tem a melhor característica de seu veículo: a profundidade...
20/10/2007 - ° - Jornal esquece o "outro lado" da notícia
Abordar todos os lados do fato e ouvir mais de uma fonte, nem sempre está presente no cotidiano de "O Diário" ...
13/10/2007 - ° - "Debate Bola" faz discussão sem debate
Apesar de tendencioso, o programa vai sobrevivendo na programação da TV Record mais pelo humor do que pelo jornalismo...
13/10/2007 - ° - Programa esportivo dribla o jornalismo
Tentando inovar na apresentação de gols feitos na semana, o Globo Esporte marca pontos contra o jornalismo...
06/10/2007 - ° - Invasão de privacidade ou direito à informação?
Abuso de liberdade de expressão e coleta ilegal de informações colocam sob suspeita a prática do jornalismo...
29/09/2007 - ° - Os seus problemas também podem ser meus
Com um tom cômico e despreocupado, Ângelo Rigon faz de seu blog um instrumento de utilidade pública...
15/09/2007 - ° - Tendências fazem sucesso "Hoje em Dia"
Programa reúne informação, entretenimento e culinária na medida; convergência é palavra de ordem no mundo globalizado...
08/09/2007 - ° - Cobertura do Parapan deixa a desejar
Público não tomou conhecimento de grande parte do que aconteceu no evento; falta de divulgação pela TV ajudou e muito ...
08/09/2007 - ° - Espontaneidade do "Hoje" conquista público fiel
Telejornal-revista da "Rede Globo" perde um pouco da formalidade, mas, com muita leveza e humor, mantém confiabilidade ...
01/09/2007 - ° - Datena: jornalismo mesmo ou espetáculo
Fugir dos modelos convencionais de jornalismo tudo bem, mas exagerar, apelar e constranger não é seriedade...
18/08/2007 - ° - Profissionais sem ética desmerecem o jornalismo
A prática inadequada de alguns jornalistas faz as condutas profissionais de outros serem banalizadas...
11/08/2007 - ° - Jornalista deve tomar cuidado com o português
Apesar de algumas palavras não mudarem o sentido da informação, deveriam ser usadas com mais rigor e propriedade...
11/08/2007 - ° - "Mais Você": onde está o entretenimento?
Ana Maria Braga está perdendo o foco do programa; apresentadora agora resolveu se aventurar no jornalismo...
30/06/2007 - ° - Globo Notícias na velocidade do click
Rapidez na informação, por meio da internet, faz repensar modelo jornalístico da Rede Globo de Televisão...



Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP
Busca em

  
1989 Notícias