| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Matéria Prima
Desde: 06/02/2003      Publicadas: 1989      Atualização: 25/08/2008

Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP


 Crítica

  22/04/2006
  0 comentário(s)


Programas apelativos não significam Ibope baixo

Apesar da qualidade de alguns produtos da TV estar cada vez mais baixa, a audiência sobe de forma significativa

Programas apelativos não significam Ibope baixoEquipe Matéria Prima
Como é de amplo conhecimento, programas televisivos abusam do tom apelativo, em busca do aumento de audiência que os coloque em uma posição melhor no Ibope. A programação sensacionalista não é nova. Na década de 1960 já era conhecida como a "comunicação do grotesco". Ainda hoje, a fórmula dos programas apelativos continua a mesma ou é até pior: exalta-se sempre as mazelas humanas de forma vexatória e cruel.

Maringá não foge à regra. O programa "Pinga Fogo na TV", transmitido de segunda a sexta pela TV Maringá (Rede Bandeirantes), das 12h30 às 13h30, é o líder de audiência no horário e segue com uma mistura de programa policial de baixa categoria e humorístico. O grande volume de anúncios pode explicar o fato de o programa Pinga Fogo conseguir superar em audiência até o jornalístico Paraná TV 1ª Edição transmitido no mesmo horário pela Rede Globo. Quem assiste ao programa "Pinga Fogo na TV" é porque gosta, aprova e ainda defende o conteúdo depreciativo ali mostrado. Mas "Pinga" não reina absoluto. Para entrar na briga por audiência foi criada a versão maringaense para o "Aqui Agora", programa exibido de segunda a sexta, das 12h35 às 13h45, pelo GPP (Grupo Paulo Pimentel).

O "Aqui Agora" surgiu há seis meses com a promessa de fazer um programa com enfoque social e policial diferente dos que já são apresentados. E também levar para a população de Maringá e região o que acontece no dia-a-dia da comunidade. Apesar de todo esse propósito, o programa também produz reportagens de cunho apelativo, como ocorreu com a cobertura feita por Cláudio Sá, no dia 3 de abril. Tratava-se do caso de uma mulher que entrou na prisão com maconha e outros apetrechos "escondidos" na cavidade vaginal. A notícia foi narrada de modo vulgar pelo repórter e sem acrescentar qualquer informação útil para o telespectador. Geralmente, notícias cobertas por esses programas não possuem nenhum agente mobilizador social para serem apresentadas. Resumem-se a sensacionalismo barato.

Ao entreter a massa com a desgraça humana, a fim de criar um espetáculo televisivo e até gerar um certo caos na sociedade, tais programas não têm outro propósito senão o de faturar os espaços comerciais que lhes cabem. Então, "o tal enfoque social e policial" é deixado de lado e entra o pastelão como mote dessas produções de gosto duvidoso. Querendo ou não, é disso que o povo realmente gosta e o Ibope revela. O lixo eletrônico agradece.


Imagem meramente ilustrativa/http://barcelona.indymedia.org/?category=manipulacio_mitjans


OS COMENTÁRIOS QUE NÃO TIVEREM O NOME COMPLETO DO AUTOR E EMAIL PARA CONTATO NÃO SERÃO PUBLICADOS


  Mais notícias da seção ° no caderno Crítica
11/08/2008 - ° - CQC traz um novo conceito de jornalismo
O programa Custe o Que Custar, apresentado na Band, atrai telespectadores pelo humor inteligente...
30/06/2008 - ° - Com nova linha, Superpop não foca só entretenimento
A atração insere jornalismo na programação em busca de seriedade e audiência, mas não dá pra levar Luciana Gimenez a sério...
23/06/2008 - ° - A mídia aumenta e, às vezes, até inventa
A imprensa erra muito na cobertura de casos de grande impacto, prejudicando Justiça e influenciando a opinião pública...
16/06/2008 - ° - Jornal do Povo, o jornalismo de releases
Reproduzir textos de assessorias de imprensa é costume dos jornais, mas esse vício excede o limite do aceitável...
03/06/2008 - ° - 'Veja' atropela Justiça e sentencia casal
Ao determinar a informação pelo tamanho das letras da capa, revista induz leitor a julgamento prévio no caso Isabella...
19/05/2008 - ° - Verusca escolheu dia errado para morrer
A recepção jornalística que impressos de Maringá deram ao acidente que matou operária foi excessivamente discreta...
19/05/2008 - ° - A hegemonia da coluna social maringaense
Editoria exalta pessoas consideradas, na sociedade, modelos de glamour, sucesso e bem estar, e exclui as demais classes...
05/05/2008 - ° - Telejornal deve priorizar a informação
Por alguns instantes, o Jornal do SBT dá preferência para atração não-jornalística e faz propaganda da emissora no ar...
28/04/2008 - ° - Veja o sensacionalismo com Rosane Collor
Na divulgação da revista Veja ares de escândalos para causar impacto ainda rondam o campo do jornalismo...
21/04/2008 - ° - De "Aqui Agora" para "Aqui jaz Agora"
Programa que reestreou em março no SBT teve vida breve e a resposta para o fracasso pode estar no uso de velhas fórmulas...
14/04/2008 - ° - Maringá Urgente, um obituário eletrônico
Programa de caráter jornalístico apela para imagens sensacionalistas em horários inadequados e veicula situações fortes...
01/12/2007 - ° - O desprazer de ser entrevistado na TV
Com o lema "muito respeitoso", o programa "Prazer em Conhecê-lo" não se importa em tratar os entrevistados com cretinice...
17/11/2007 - ° - A imprensa e seu costume de engendrar
Com grande força de influência nas mãos, a mídia também é usada para manipular informações e distorcer a realidade ...
17/11/2007 - ° - Notícias culturais se resumem a notas
Muitas vezes, as notícias culturais mais se assemelham a algo como um panfleto, que mostra somente a hora, data e local do evento...
03/11/2007 - ° - A "inovação" que não está dando certo
Ao tentar ser diferente, interagindo com o telespectador, telejornal "SBT Manchetes" apresenta baixo índice no Ibope...
27/10/2007 - ° - Site "noticioso" aposta na onda da cópia
"Diário Notícias" tem como slogan "Seu jornal na web", mas direito autoral dos que produzem informação não é respeitado...
27/10/2007 - ° - Revista dá sinais de perda no jornalismo
"Objetiva, abrangente e dinâmica", "Revista da Semana" não tem a melhor característica de seu veículo: a profundidade...
20/10/2007 - ° - Jornal esquece o "outro lado" da notícia
Abordar todos os lados do fato e ouvir mais de uma fonte, nem sempre está presente no cotidiano de "O Diário" ...
13/10/2007 - ° - "Debate Bola" faz discussão sem debate
Apesar de tendencioso, o programa vai sobrevivendo na programação da TV Record mais pelo humor do que pelo jornalismo...
13/10/2007 - ° - Programa esportivo dribla o jornalismo
Tentando inovar na apresentação de gols feitos na semana, o Globo Esporte marca pontos contra o jornalismo...
06/10/2007 - ° - Invasão de privacidade ou direito à informação?
Abuso de liberdade de expressão e coleta ilegal de informações colocam sob suspeita a prática do jornalismo...
29/09/2007 - ° - Os seus problemas também podem ser meus
Com um tom cômico e despreocupado, Ângelo Rigon faz de seu blog um instrumento de utilidade pública...
15/09/2007 - ° - Tendências fazem sucesso "Hoje em Dia"
Programa reúne informação, entretenimento e culinária na medida; convergência é palavra de ordem no mundo globalizado...
08/09/2007 - ° - Cobertura do Parapan deixa a desejar
Público não tomou conhecimento de grande parte do que aconteceu no evento; falta de divulgação pela TV ajudou e muito ...
08/09/2007 - ° - Espontaneidade do "Hoje" conquista público fiel
Telejornal-revista da "Rede Globo" perde um pouco da formalidade, mas, com muita leveza e humor, mantém confiabilidade ...
01/09/2007 - ° - Datena: jornalismo mesmo ou espetáculo
Fugir dos modelos convencionais de jornalismo tudo bem, mas exagerar, apelar e constranger não é seriedade...
18/08/2007 - ° - Profissionais sem ética desmerecem o jornalismo
A prática inadequada de alguns jornalistas faz as condutas profissionais de outros serem banalizadas...
11/08/2007 - ° - Jornalista deve tomar cuidado com o português
Apesar de algumas palavras não mudarem o sentido da informação, deveriam ser usadas com mais rigor e propriedade...
11/08/2007 - ° - "Mais Você": onde está o entretenimento?
Ana Maria Braga está perdendo o foco do programa; apresentadora agora resolveu se aventurar no jornalismo...
07/07/2007 - ° - As supostas máscaras da mídia brasileira
Ambigüidades e jogos argumentativos que visam a influenciar opiniões; no fim, tudo figura como estratégia política...



Capa |  Artigos & cia  |  Cidadão Maringá  |  Comentário  |  Conto  |  Crítica  |  Crônica  |  Entrevista  |  Erramos  |  Geral  |  Livro  |  Moda  |  Opinião  |  Reportagem  |  Você no MP
Busca em

  
1989 Notícias